A minha copa do mundo


Ontem foi dia de final de copa do mundo. Foi dia de lutar contra o sono, contra o cansaço por ter trabalhado 10 horas e ficar acordada até 5 e meia da manhã.

Há quatro anos atrás eu descobri qual era a verdadeira copa do mundo para mim. No meio de janeiro é quando sai a lista dos indicados e começa aquela correria absurda para assistir todos os filmes. Nunca consegui a proeza de assistir todos antes da premiação, mas sempre tenho uma bagagem boa para escolher meus preferidos.

Quando eles citam os indicados, mostram os trechos dos filmes e soltam a frase mais esperada da noite “and the Oscar goes to…” meu estômago já tá lá nas costas. Eu cruzo os dedos, repito o nome do meu preferido na minha cabeça 200 vezes, meu coração acelera e ai vem a resposta.

E eu vibro. Vibro como se cada estatueta fosse minha e eu pudesse colocá-la na minha prateleira. Vibro por aqueles que eu acredito que merecem, fico indignada com os que foram esquecidos e não me conformo com as injustiças.

Ontem foi dia de comemorar: uma mulher ganhando Oscar de melhor editora, Iñárritu - meu amor - como melhor diretor, Lubeski - gênio - melhor fotógrafo, e todos os meus preferidos como melhores atores. Não tem como: essas são as categorias que eu mais amo e mais me envolvo. Eu pulei do sofá, gritei em silêncio, bati palmas e morro de vontade de ir até lá dar um abraço neles e dizer “parabéns, você merece!”.

Meu coração hoje está em festa e com saudades. Só queria que a minha copa do mundo durasse um mês igual a copa do mundo de outras pessoas.

#oscar #oscar2016 #copadomundo #opoderdagravata #larissavaiano

nossa newsletter <3

All rights reserved to Larissa Vaiano Moleti | Website developed by Larissa Vaiano